Redistribuição dos Empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos

 

O Presidente da Associação dos Analistas de Correios do Brasil Sr. Jailson Pereira encaminhou ao Exmo. Deputado Federal Sr. Leonardo Monteiro, proposta de Projeto de Lei que dispõe sobre a redistribuição dos empregados da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, incluídos no Programa Nacional de Desestatização (PND), com o propósito de promover o adequado ajustamento de lotação e da força de trabalho às necessidades dos serviços do Poder Executivo Federal.

Jailson Pereira salientou que há mais de 246.578 cargos efetivos vagos no Poder Executivo Federal Civil, incluindo administração direta, autarquias e fundações, (pesquise sobre essas vagas clicando aqui) e que, diante de tal cenário, com tantos cargos vagos e a necessidade de recomposição dos órgãos para a boa prestação dos serviços públicos, mas com restrições financeiras, orçamentárias e legais, que neste momento impedem a realização de novos processos seletivos para o preenchimento desses cargos, deve-se considerar a medida muito oportuna: a redistribuição de empregados de empresas públicas que estão passando por processos de privatização.

Esta medida reforçará a mão de obra nos órgãos e entidades do Poder Executivo Federal que estão deficitários, mediante o aproveitamento de empregados qualificados que foram anteriormente selecionados por concurso público, mas que estão em vias de perder seus postos de trabalho por motivos alheios à sua vontade.

Jailson Pereira, esclareceu que a privatização da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos afetará mais de cem mil empregados ativos, o que implica em possíveis planos de desligamento voluntários e outros tipos de demissões ao longo da transição desses funcionários da empresa pública para a empresa privada.

Portanto, a proposição ora apresentada visa justamente evitar tais demissões, pois com a redistribuição desses empregados que anteriormente enfrentaram um processo seletivo árduo para compor de forma legítima a força de trabalho dessa empresa se evitará a elevação dos índices de desemprego e permitirá o aproveitamento de uma mão de obra qualificada em outros órgãos da esfera pública, haja vista que atenderam todos os critérios constitucionais necessários para ingressar no serviço público federal.

Jailson Pereira, destacou que a aprovação da presente proposta é uma forma de tentar preservar os postos de trabalho desses trabalhadores.

Leia na íntegra o texto da Proposta aqui e contate os parlamentares, Deputados Federais e Senadores, da sua área territorial para que eles apoiem esse importante Projeto de Lei,

 

Atenciosamente,

Diretoria Executiva da AACB

 

Anexo: Carta ao Exmo. Deputado Federal Leonardo Monteiro

61 Comentários
    1. Bom dia, Paulo. Essa proposta de Projeto de Lei visa resguarda esse direito. Ela fortalece o movimento contra a privatização, uma que sendo o ecetista reconhecido como tendo direito a compor a administração direta, teríamos um importante instrumento de resistência jurídica.

  1. Acho mas do que justo pois servimos a um concurso para entrar nesta empresa daí ser posto no olho da rua assim deste jeito.e injustiça deste governo. Colocamos pessoas para lutar em prol dos pobres e olha aí o que estão fazendo com Bosco.

  2. Parabéns pela iniciativa, nós funcionários dos Correios realmente estamos muito preocupados.
    Afinal, nos dedicamos a maior parte de nossa vida a nossa empresa, e de repente estamos vendo as coisas desmoronar diante de nossos olhos.
    Nossos planejamentos e sonhos se dissipando a cada minuto.
    Esperamos um bom senso das autoridades de nosso país.

  3. No atual cenário em que o Presidente quer retirar direitos e vender empresas públicas a preço de banana, esse projeto veio para garantir nossos empregos. Parabéns Deputado.

  4. O governo e seus parlamentares, não fazem mais que sua obrigação,em não deixar trabalhadores a sua própria sorte,um país que tem tudo para ser desenvolvido, tem sim, que se preocupar com seu povo.Mas,por um lado é bom saber, que no meio de tantos mercenários, ainda há alguém que pensa no seu povo,no trabalhador.

  5. Boa noite a todos, bom no meu entender, honestamente não há uma razão que justifique a privatização da ECT, pois a empresa está em plena recuperação dos défices que anos atrás foram apresentados, é todos sabem o motivo desses défices.
    Por outro lado, se não for possível reverter esse desejo do presente governo… vejo com bons olhos a iniciativa do nobre deputado em propor este projeto de lei, realocando os colaboradores da ECT para outras estatais.
    Estarei acompanhando de perto todo esse processo, esperando que o que for realmente decido, não nos traga nenhum prejuízo .
    Que tenhamos um trabalho para garantir os muitos compromissos que temos como um chefe de família.
    Um abraço

  6. Seria ótima ideia. O Brasil está passando por um grande número de desempregados e com a demissão dos funcionários da ECT alavancaria ainda mais esse problema.

  7. Essa proposta lei de preenchimento de cargos do executivo federal vagos com funcionários dos Correios será de grande importância e ajudará a todos sem nenhum transtorno.

  8. Realmente, isso acontecendo nós ECETISTA ficamos muito tranquilo, pois no presente momento estamos preocupados com essa privatização, esperamos que os nossos representantes faça está medida ser aprovada.

  9. As famílias destes mais de cem mil funcionários serão mais do que gratas a estes deputados, se der tudo certo. Obrigado e forte abraço.

  10. A iniciativa é muito bem vinda e diante da atual situação , não tenho dúvidas que realocar os trabalhadores nos órgãos públicos com mão de obra deficitária e sem dúvida preencher as vagas disponíveis sem gastos para o governo federal com a realização de novos concursos.

  11. Acredito que a privatização trará inúmeross prejuízos para administração pública e população, os pequenos e médios empresários serão afetados no e-commerce, o que irá refletir na receita do comércio, os transportadores irão subir seus preços e nào atenderão todos os municípios do Brasil, o aviso de recebimento ar, é um serviço para atendimento judicial reconhecido pelos tribunais como ficará, e os concorrentes utilizam os correios, com farão, o Presidente da República precisa melhor conhecer o processo e impactos antes de decisão, com certeza.

  12. Que proposta maravilhosa, devia ser divulgada no Primeira hora, infelizmente a privatização já é uma realidade, temos que nos organizar enquanto podemos!

  13. Muito bem companheiro Jailson obrigado pelo seu compromisso com os trabalhadores diante de tantas atitudes de interesse próprio desse governo que não é enxerga que quem sucateou os correios São as mesmas pessoas que vão compra lo por um preço bem menor do que vale pro nosso país mais sei que isso é o que menos importa pra eles!

  14. Diante deste incômoda realidade que nos tira o sono. Este meio de realocação à outro departamento, pode ser uma medida sensata aps mais de 100 mil funcionários prestes a perderem seus empregos.

  15. Parabéns, Presidente! Excelente proposta, acredito que isso seja o mais sensato no momento, preservar os empregados!!!

  16. Em minha opinião essa privatização é desnecessária e não irá funcionar, pois já houve países com dimensões bem menor q o Brasil que deu errado.
    Se tivesse uma administração séria e se investissem os lucros em prol da empresa não tem como dar errado.
    Todos irão perder, o Brasil, os funcionários, e o povo brasileiro que se utilizam dos serviços.

  17. Bela iniciativa do Jailson Pereira afinal alem de evitar o aumento do desemprego, ainda ajuda a fazer rodar as esferas federais parada por falta de pessoal.
    Vamos à luta guerreiro

  18. Bom dia!

    Não deixa deixa de ser uma boa tentativa de amenizar tanto a ansiedade quanto a real preocupação do desemprego que os emperoregados estão passando neste momento. É importante ressaltar que são 110.000 funcionários,mais os familiares e o serviço que está ligado direta e indiretamente,podendo então alcançar um número muito maior de pessoas que serão afetadas com a privatização.

    Atenciosamente,

    Bandeira

  19. Olá Bom Dia Família Abençoada,Sou Funcionário dos Correios aqui no Rio de Janeiro,com 26 Anos de serviços na Área Operacional,e hj estou Aposentado por tempo de Serviço,eu posso entrar nesse remanejamento pra outra Empresa e quais empresas podem está nos recebendo,ficou grato de poder me dá essa orientação e desde já Fica com DEUS

  20. Parabéns pelo trabalho nobre colega.
    Envie material e orientações para divulgação e apoio desse projeto.
    Pode usar meu e-mail.

  21. Sim, é fundamental que o governo faça vistas as consequências da privalizacão de uma empresa publica federal, que nunca em sua conjuntura nacional deu prejuízos a união, pelo contrário, sempre apresentou seus resultados positivos, ao longo dos 100 anos de sua existência, repito, CEM ANOS DE EXISTÊNCIA.
    A políticalha,digo, política aplicada no Brasil sempre foi, o saqueamento das coisas públicas, a começar do descobrimento do Brasil, com a extinção de sua matéria prima(o pao brasil) segue-se aos dias de hoje com a CORRUPÇÃO desenfreada e generalizada, comparada com um CÂNCER, detectado tardiamente. Somos homens e mulheres trabalhadores,honrados que contidianamente edificamos esse país, ao contrário dessa raça de abutres, que buscam benefícios próprios das coisas publicas. OS CORREIOS É UM PATRIMÔNIO PÚBLICO, que precisa de gestores sérios, competentes e independente de intervenção política, pois caminha com suas próprias pernas, repito,LITERALMENTE CAMINHA COM SUAS PRÓPRIAS PERNAS
    ESSE É MEU PONTO DE VISTA .

  22. A ideia de religar os fncionarii será muito boa.
    Na realidade não será mais de 100 mil pesssoas e sim centenas de milhares de brasileiros sem condições , se contarmos com os dependente com as esposas , filhos, irmaos deficientes entiados, país , mães entre outros agregados aos funcinarios dos Correios.
    Sem emprego e vendo seu entes queridos sofrendo o crecimento de violência crecera como os assaltos, assacinatos, sucidios, etc….
    Como agravante temos a reforma da previdência que visa além de escraviszar o cidadão tirar seus direitos adquiridos a décadas. Temos também como outro agravante a reforma trabalhista que tirou o direito dos trabalhadores em vário sentidos. E pra piorar temos a flexibilização da aquisição das armas de fogo.
    Com tudo que o governo está fazendo será só uma questão de tempo pra se implantar o caos.
    Que Deus nos proteja.

  23. Maravilha de proposta, que vem muito de encontro com nossa total insegurança diante das atitudes impensadas e desrespeitosas desse governo com relação a nós trabalhadores e nossas famílias, haja vista ter nomeado um militar, que com total certeza não entende nada de Correios, para estar na presidência desta empresa gigantesca. E também, pelo visto o Sr. Presidente da República, está se esquecendo do papel social da empresa, que possivelmente deixará de existir.

  24. Quando cidadaos de um pais que contribuem com seus impostos atraves do consumo e pagamento de tributos etc.. e participam de um concurso publico para provimento de Vagas e conseguem com muita luta preencher estas vagas passam ao binomio obrigacoes/direitos. E neste contexto sao avaliados Constantemente em sua produtividade, assiduidade, pontualidade etc…. Portanto, acho normal que OS funcionarios seam respeitados e realocados caso seja necessario no servico publico.

  25. Oi boa tarde . Acho justo sim nós q somos trabalhador de verdade nois q injetamos recursos para fazer curso compra apostila e passa para um concurso público cujo é um órgão mais difícil de se conquista no mundo ,não é justo nos perde um posto um trabalho para pessoas q nunca trabalhou na vida nen se quer gasto a sola de um sapato debaixo de chuva e de sol ou seja tem mais chefes q trabalhador ou seja pra vcs remanejar algum funcionário vc precisam vê tbm os critérios de absenteísmo ,quantos médicos pego quantas faltas injustificadas fora os supervisores e nunca fizeram prova e formar indicadas por questões políticas outras q respondem por processo de roubo ninguém gosta de ser comandado por ladroes mas nesse requisito de remanejamento não pode ser qualquer funcionário pq a culpa de tudo não é somente da ma gestão sim dos próprios gerente e dos carteiro dessa nova geração q não quer trabalhar

  26. Deputado o senhor esta de parabéns sejo que o senhor acima de tudo e humano….grande abraço não deixar que os funcionários dos Correios fique sem um amparo sem seu emprego…

  27. Excelente iniciativa , esperamos que seja aprovado e pista em prática com o apoio do executivo , legislativo e do poder judiciário….

  28. Atitude louvável esse projeto de lei, pois os funcionários dos Correios provaram mais uma vez que são de valor e brincam em serviço. É mais do que competência política aprovar este projeto de lei, caso a privatização ocorra, pois se ganhará com a nossa mão de obra qualificada comprometida com o trabalho e a família. Parabéns ao deputado!!!!

  29. Boa noite!!! Quando vai ser e como?O Funcionário vai preencher alguns requisitos no site dos correios ou empregodo pode escolher qual o órgão que pode ir?

    Att: Ricardo Palácio

  30. Boa tarde Jailson, primeiramente quero lhe parabenizar pela excelente iniciativa junto à Câmara dos Deputados, referente à apresentação da proposta para Projeto de Lei de aproveitamento da mão de obra devido a desestatização. O conteúdo da minuta foi muito bem elaborado e resguarda os mais de cem mil trabalhadores dos Correios que estão correndo o risco do desemprego. Seria uma benção a aprovação desse projeto em tempo hábil, de modo que havendo a privatização iminente não fiquemos à mercê dos novos donos que certamente, jamais até eu diria, irão querer pagar nossos salários e nossos benefícios tais quais os Correios pagam até hoje. Não queremos a privatização. Clamamos por uma empresa pública, eficiente, que esteja cada dia mais junto com os brasileiros. Todavia, concordo que precisamos de um “Plano B”. O projeto da privatização caminha a passos largos, só não enxerga quem não quer ver. A empresa está sendo enxugada para atrair investidores. Concursos não são realizados justamente por isso, para diminuir a folha de pagamento. A sociedade toda está revoltada contra nós e, desinformada, entende que a privatização vai trazer melhorias na prestação do serviço. O Ministro Paulo Guedes quer desestatizar tudo. Logo, a possibilidade é imensa! Mais uma vez ressalto a importância de nos precaverrmos diante dessa situação.
    Uma dúvida: Você tem os dados dessa tabela de vagas livres por Estado da Federação? Por exemplo, se eu quiser saber quantas vagas tem para o meu cargo tem no meu Estado…Outra dúvida, no caso da cessão de servidores através da requisição, havendo a privatização o empregado cedido também será demitido juntamente com os demais caso esse cenário ocorra? E com a aprovação deste projeto, se ele virar Lei, podemos tão logo seja sancionada pelo Presidente da República migrar para outro órgão que esteja necessitando?
    Vi críticas de alguns colegas quanto ao projeto, alegando que este só contempla em tese os empregados de nível superior. No fundo compreendo o temor destes haja vista que nos demais órgãos do Governo Federal alguns cargos são compatíveis, como por exemplo: Administrador, Contador, Auxiliar Administrativo ou Suporte Administrativo, Analista de Sistemas, etc,.. Entretanto, somente os Correios tem os cargos de Carteiro e OTT, apesar que a nomenclatura dos cargos de acordo com o PCCS vigente é o de Agente de Correios, então a pergunta é: como fica de fato a situação deste pessoal?
    Quantos Analistas de Correios/Administrador existem na ativa atualmente, poderia me fornecer esse número?
    No mais, um abraço, toca esse projeto pra frente que é de interesse de muita gente kkkkkk
    Deus abençoe

    1. Boa tarde Márcia,
      O quantitativo de vagas você verificar no no site da Secretaria de Pessoal do Ministério da Economia. Vide link http://repositorio.dados.gov.br/segrt/LotOrgao_DistOcupVagas%20-%20201903.xlsx
      Como reza o projeto e é uma prerrogativa já prevista na lei dos servidores públicos, a redistribuição fica à carga dessa Secretaria.
      No tocante às vagas, elas são para pessoal de nível superior e de nível médio.
      Atenciosamente,
      AACB

  31. – Brilhante proposta Exmº. Sr. Deputado. Espero sinceramente que todo o parlamento abrace essa questão com todo o afinco, para a devida aprovação. Faço a presente observação, porque passei por esse tormento, quando da privatização das Teles.
    Trabalhava a 26 (vinte e seis) anos na Telest – Telecomunicações do Espírito Santo S/A e, após a privatização em julho de 1998, eu, como outros dezenas de milhares de trabalhadores das demais teles do Brasil, fomos demitidos ou melhor, simplesmente descartados, sem a mínima consideração, por todo o nosso trabalho e esforços, pelo crescimento das respectivas empresas.
    – Se este assunto for pesquisado a fundo, Sr. Deputado, descobrirão que muitos entraram em um processo terrível de depressão, com muitas mortes.
    – Uma tragédia, e afirmo porque.: milhares de trabalhadores já contavam com 20, 25 , 30 e até mais anos de trabalho naquele empresa, onde entraram por concurso público e, para muitos, milhares talvez, era seu primeiro emprego.
    – No meu caso em especial, fui demitido numa sexta-feita, dia 10/08/2001, na hora do meu almoço e véspera do dia dos pais. Presente inesquecível.
    – Por fim, para ilustrar ainda mais meu apelo, tenho um filho que trabalha nos Correios a 17 (dezessete) anos. Imagine, Caro Sr. Deputado, qual não seja a minha apreensão diante da realizada que se apresenta.

    Atenciosamente,
    Nivaldo Marchiori
    Colatina – ES

  32. Boa noite !
    Trabalho na Empresa há doze anos , e agora com essa onda de privatização fica essa interrogação, vão entregar para a iniciativa privada ou não.
    Uma Empresa que é autossustentavel, não depende de verba pública para sobreviver, os estudos feito pelo antigo presidente destacou ,que foi ma gestão . Mais se isso acontecer que vai ser feito com os mais de cem mil funcionários e suas famílias ?, Por isso que digo a ideia e boa, tranferir para repartições federais ,visto que já são concursados!

  33. Acho mais do que justo, há muitos anos trabalhando na empresa, derrepente depararmos com o desemprego, e nossos sonhos, projetos, onde ficam? Temos que ter uma nova chance, pois merecemos, participamos de concurso público, justamente para termos uma segurança, não é justo terminarmos numa situação, de intranquilidade, abalando à estrutura de nossos familiares!

  34. Boa noite
    Como posso me informar melhor a respeito da redistribuição de funcionários dos correios para outros órgãos federais ?

    1. Bom dia, Daniana.

      Esclarecemos que a intenção de redistribuição dependerá da Aprovação do Projeto de Lei. Pedimos a leitura atenta, porque a proposta apresentada fala dos critérios de redistribuição, que são feitos pela Secretaria de Pessoal do Ministério da Economia.

      Atenciosamente,

      Diretoria Executiva

  35. É uma forma “sensata” de mudança adequação.
    Sou motorista dos correios a 30 anos e se possível queria ser realocado na justiça federal da cidade de Garanhuns pe

    1. Bom dia, José Antonio,

      A intenção da redistribuição dos empregados depende da aprovação do Projeto de Lei e sanção presidencial. Já os critérios estão descritos no Projeto e dependem da Secretaria de Pessoal do Ministério da Economia.

      Atenciosamente,

      Diretoria Executiva

    1. Queremos agradecer pelo apoio e solidariedade dos colegas ao Projeto. Reafirmamos o nosso compromisso com toda a categoria.

      Atenciosamente,

      Diretoria Executiva

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Associação dos Analistas de Correios do Brasil

SGCV, LT 11, Bloco C, SL 121, Park Studios, Zona Ind. Guará – Brasília- DF, CEP 71.215-610
CNPJ 24.712.944/0001-50
Portal: www.aacb.org.br
Direto: contato@aacb.org.br

Associação dos Analistas de Correios do Brasil,

SIGA-NOS

»